quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Poeta de Roraima disponibiliza na web 16 obras de literatura de cordel


Poeta Zanny Adairalba e suas obras (Foto: Edgar Borges)
A poeta Zanny Adairalba, autora de três livros de poemas e única mulher cordelista de Roraima, disponibilizou na web os 16 cordéis que já publicou em formato impresso.

Os 16 cordéis da coleção Bota pra Ler foram publicados pela Editora Coqueiro (PE). São histórias fictícias como “Calango, o almoço da cerca”, que de forma bem-humorada conta o cotidiano de um sertanejo e sua cadela que, vitimados pela seca e escassez de alimento, passam a perseguir um esperto réptil. Também retrata fatos históricos, como em “Boa Vista, a cidade que nasceu de uma paixão”, no qual a autora retrata o nascimento do primeiro município do Estado e faz um apelo para que preservem o seu centro histórico

A coleção aborda ainda textos sobre mitos indígenas e a trajetória de personalidades que marcaram a história cultural de Roraima, como “Nenê Macaggi, uma história para ser lembrada”, uma homenagem à jornalista e escritora Nenê Macaggi.


Imagem dos 16 cordéis (Foto: Edgar Borges)

Criada em Pernambuco e moradora de Roraima desde 1993, Zanny é única mulher a trabalhar literatura de cordel no Estado. Escreve e compõe desde a infância. Autora das obras poéticas “Palavras em preto e branco”, “Micropoemas” e “Repoetizando”, possui músicas gravadas por intérpretes roraimenses e diversos prêmios por seus trabalhos musicais e literários.

Também escreveu em parceria com o apresentador Chiquinho Santos o primeiro auto de natal Roraimense: “Caimbé de Natal, o auto de Macunaima”, uma peça cordelizada encenada por três anos, em praça pública, durante os festejos natalinos promovidos pela prefeitura de Boa Vista. Parte de seu trabalho pode ser conferido no blog Repoetizando

Para baixar as obras de literatura de cordel, acesse o link no site Recanto das Letras.


A seguir, vídeo com uma entrevista da poeta ao programa Via Cruviana, do canal AmazonSat: