terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Boa Vista ganha nova feira de produtos artesanais

Material exposto na feira

Se você curte decorar sua casa ou presentear os amigos com artesanato, fique atento: Boa Vista ganhou uma nova opção de compras deste tipo de produto. É a Feira Cultural do palácio Latife Salomão, que funciona às sextas e sábados, das 18h30 às 22h. No local, localizado na avenida Glaycon de Paiva, é possível encontrar luminárias, objetos de decoração, chaveiros e muitas outras mercadorias.
 
A feira cultural foi inaugurada no final de outubro e é organizada pela Assenac (Associação dos Colaboradores do Senac), com o apoio do Senac-RR (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Roraima) e do Sesc (Serviço Social do Comércio).
 
Artesão Antonio Costa Mesquita
Inicialmente estava previsto que 28 estandes funcionassem. O pouco movimento da feira, resultante do desconhecimento de sua existência por parte do público, fez com que muitos artesãos e comerciantes de alimentos desistissem da iniciativa. Mesmo assim, ainda é possível encontrar produtos interessantes a preços bacanas. É o caso dos brinquedos e objetos decorativos fabricados por Antonio Costa Mesquita.

Antonio faz caminhões, casas de boneca, quadros e móveis de brinquedo utilizando madeira reaproveitada. As técnicas ele adquiriu nos tempos em que era marceneiro, profissão que deixou em 2002 para dedicar-se ao artesanato e torná-lo sua fonte de renda. 

 





 
Nanci Alves Camelo
PESQUISADORA – No ramo do artesanato desde 1990, quando começou a fazer moveis rústicos no município de Iracema, Nanci Alves Camelo é uma autodidata que busca aperfeiçoar-se com técnicas pesquisadas na internet.
 
Como resultado dessas pesquisas, Nanci apresenta na feira do Latife Salomão, entre outros produtos, luminárias feitas com canos de PVC. Com vários modelos, o material de sua tenda é complementado com bonecas e chaveiros de pano feitos a partir de sua imaginação e inspirados em personagens de TV.
 
“Hoje em dia tem a tecnologia da internet, né? E a gente busca muito o aprendizado, vendo o estilo dos outros e fazendo o nosso”, diz Nanci, explicando o seu processo de pesquisa e criação.
Morando há apenas dois anos em Boa Vista, a artesã acredita que a feira é uma oportunidade de crescimento. “Esse espaço aqui é maravilhoso, falta apenas que as pessoas tomem conhecimento dele”.





Outra participante da feira é Élida Santos, artesã há apenas um ano. Sua especialidade é customizar sandálias usando tecido. Além da feira, trabalha ofertando suas criações no bairro onde mora. Cada unidade custa R$ 30. Com as venda, consegue sustentar-se e repor mercadoria para continuar na ativa.


Tucano feito com pedaços de plástico colados sobre vinil
Para movimentar o local, a Assenac está aberta a propostas de eventos em parceria. Pessoas interessadas em fazer shows, exposições e outras atividades precisam apenas dar uma passada na feira e combinar com os representantes as ações.
 
Então, lembre-se:
Feira Cultural do palácio Latife Salomão, às sextas e sábados, das 18h30 às 22h.
Local: avenida Glaycon de Paiva.