sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

De estudantes a professores: qualificação profissional transforma a vida de ex-alunos do Senac


O programa Banco de Oportunidades do Senac Roraima (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) divulgou nesta semana a disponibilidade de 53 vagas para diversos empregos no setor de comércio e de serviços.

O Banco de Oportunidades busca inserir no mercado de trabalho pessoas que tenham feito algum dos diversos cursos ofertados pela instituição. A ideia é ajudar os dois lados: as empresas passam a contar com profissionais qualificados e os ex-alunos têm a oportunidade de entrar mais rapidamente na cadeia produtiva. É como se fosse o Sine (Sistema Nacional de Emprego) do Senac.

Além de encaminhar seus ex-alunos para o mercado, a instituição também costuma contratar os mais destacados de suas turmas para que atuem como instrutores nos cursos livres e técnicos ofertados em 10 dos 15 municípios de Roraima. 

Fabiane Cansanção e suas películas (Foto: Divulgação)
Uma dessas pessoas foi Fabiane Cristina Barros Cansanção, que fez na instituição os cursos de designer de sobrancelhas, manicure, pedicure e spa dos pés e mãos. Apaixonada pela área, conforme conta, coleciona esmaltes desde a adolescência e atualmente tem mais de 900 vidros. 

Vinda do Rio de Janeiro, onde trabalhava como auxiliar administrativa, resolveu mudar de profissão para deixar a vida de escritório para trás. Começou então a atuar como manicure e em 2012 entrou no Senac para fazer um curso nesta área. Pelo seu bom desempenho, recebeu uma indicação de sua professora Marliria Duarte e foi convidada para trabalhar como instrutora de unhas artísticas no Senac. Desde então, sua vida profissional mudou completamente. 

Tendo ficado especialista em trabalhar com unhas, além de três turmas no Senac, Fabiane já ministrou aulas para outras cinco no Centro de Capacitação Profissional For Bussines e no Instituto Embelleze, ambos em Boa Vista. Além disso, montou uma empresa para fabricar películas para unhas. Vende o produto em lojas da cidade e também exporta parte da produção. 

“Trabalhava a domicilio e tinha muitas clientes, pois levava para dentro de suas casas todo o ensinamento que obtive no Senac sobre ética e biossegurança, além de utilizar todos os equipamentos de proteção individual necessários. Fui pioneira em trazer para Boa Vista as películas de unhas. O sucesso foi tão grande que decidi abrir uma empresa de películas de unhas, a  AnnaLú Beleza. Hoje, já não atuo mais fazendo unhas, pois as aulas e a empresa me tomam todo o tempo”, conta Fabiane, acrescentando estar muito feliz. 

Realizada profissionalmente e com a satisfação de fazer o que gosta, Fabiane dá no vídeo a seguir duas dicas para quem está fazendo cursos de qualificação e quer obter sucesso com os conhecimentos adquiridos:  


  



DO VOLANTE ÀS TESOURAS – Natural do Maranhão, Wivandel da Silva Siqueira veio para Roraima em  2009 com a mãe e a irmã. Para ajudar nas despesas da casa, foi ser entregador de supermercado. 

Incentivado pela irmã manicure e um tio e primo cabeleireiros, Wivandel buscou o Senac para saber dos cursos na área. “Tive sorte. No dia em que vim perguntar, estavam abrindo as inscrições. E na hora que abre, todo mundo procura e fecham todas as turmas”, relembra. 

Wivandel Siqueira e parte dos alunos do Pronatec (Foto: Edgar Borges
Logo depois de terminar o curso, em 2011, o Senac abriu inscrições para selecionar um instrutor cabeleireiro. Disposto a mudar de profissão, o jovem se inscreveu para fazer as provas. Ficou em segundo lugar, perdendo, naquele momento, a oportunidade de ser professor. 

Depois de ministrar alguns cursos de curta duração na instituição, foi chamado em maio deste ano para ministrar o curso de cabeleireiro profissional pelo Pronatec, com 500 horas de aula para 28 alunos, de segunda a sexta, no Senac Asa Branca.

Sobre a mudança de ser um profissional de mercado para também virar professor, Wivandel afirma que a transição não foi fácil. “Lidar com adultos é complicado. Cada um pensa de uma forma diferente, mas dá para levar”. 

Wivandel divide seu dia entre trabalhar em salões e ministrar as aulas. Ao falar do impacto da qualificação em seu cotidiano familiar, é assertivo: “viemos para cá praticamente sem nada e hoje, graças a Deus, ao emprego e à profissão, tudo mudou bastante em nossas vidas”. 

A respeito do futuro, o jovem cabeleireiro diz ter uma aspiração que nunca pensou ter: “eu não me imaginava sendo professor. Entrei pela renda, que é uma coisa que todo mundo precisa, mas estou gostando tanto que pretendo fazer uma faculdade de Pedagogia”.

O futuro pedagogo, se tudo correr bem, afirma que o mercado absorve rapidamente os bons cabeleireiros. Para garantir que a formação seja adequada, dá duas dicas para quem está estudando: 




QUALIFIQUE-SE – Entre as várias opções de cursos que é possível fazer no Senac, a maior parte das vagas está no Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), criado pelo Governo Federal para facilitar o acesso ao ensino de qualidade em todas as regiões do país.

São mais de 70 opções. De quatro mil vagas em 2012, a oferta pulou para 13.975 em 2014. Os cursos do Pronatec em Roraima estão previstos para serem reiniciados em fevereiro. Clique aqui para pesquisar quais estão com inscrições abertas.  

Em fevereiro e março de 2015 o Senac Roraima ofertará 60 cursos de qualificação nas áreas de Beleza, Gestão e Comércio, Informática, Turismo, Saúde, Hospitalidade e Lazer. Além disso, haverá turmas para os cursos técnicos em Administração, Serviços Jurídicos, Marketing e em Enfermagem.

Interessados em matrícular-se ou obter outras informações devem ligar para a Central de Atendimento do Senac: 21211901.