quinta-feira, 9 de abril de 2015

Coluna Rede Literária, edição # 138, de 09.04.15

PRÓLOGO
Salve, gente bonita!
Vamos chegando à edição número 138 da coluna Rede Literária. É coisa pra caramba o que já foi publicado nas páginas da Folha de Boa Vista e disponibilizado on-line no blog Cultura de Roraima. Para comemorar tudo isso, aceito convites para beber e comer na conta de vocês.
Beijos festeiros.

Edgar Borges
Mande notícias: culturaderoraima@gmail.com / edgarjfborges@gmail.com
Siga no twitter: @borgesedgar


LÍNGUAS INDÍGENAS

Estão abertas até o dia 16 de abril as inscrições nos cursos de línguas e culturas Macuxi e Wapichana ofertados pela UFRR. Qualquer pessoa pode participar, bastando apenas que tenha concluído o ensino fundamental. As aulas começam 18 de abril e serão ministradas sempre aos sábados. O edital com todas as informações está disponível na página http://ufrr.br/insikiran.

INSTRUTORES CULTURAIS

Até o dia 10 de abril é possível inscrever-se no seletivo de instrutores para o curso de Extensão em Gestão Cultural que será ofertado pela UFRR em parceria com o Ministério da Cultura. O processo de contratação será por meio de avaliação curricular. Interessados, acessem o edital na aba “Seletivos” da página www.ajuri.org.br.

OFICINA LITERÁRIA



Nesta quinta e sexta tem oficina gratuita de criação literária com o escritor pernambucano Marcelino Freire. As atividades serão desenvolvidas no Espaço de Cultura e Arte União Operária, das 15h30 às 18h30. Se acaso interessou, corre e escreve para todasasquebras@gmail.com solicitando uma vaga. Quem sabe você dá sorte? A União Operária fica na avenida Nossa Senhora da Consolata, 556, esquina com a rua Alfredo Cruz, Centro.

LONA POÉTICA



No sábado (11), quem curte falar e ouvir poesia tem a chance de participar da edição de abril do Sarau da Lona Poética, promovido pelo Coletivo Arteliteratura Caimbé. Será no Espaço de Cultura e Arte União Operária e contará com a participação do escritor Marcelino Freire e sua turma de oficineiros. O sarau começa às 18h, com entrada franca para pessoas de todas as idades. A programação é feita diretamente pelos participantes, que podem declamar poemas próprios e de outros autores. O Coletivo Caimbé disponibiliza livros de autores locais, nacionais e internacionais para quem não tiver nenhum poema decorado mas gosta de ler para os demais.

COME CHOCOLATES



Olha o que dá a mistura de Fernando Pessoa mais Laerte Coutinho.

BOOKCROSSING

De 16 a 23 de abril rola a 10ª edição do BookCrossing Blogueiro. O evento é colaborativo e nacional, consistindo em deixar livros espalhados pelas cidades com dedicatórias ou bilhetes avisando que as obras não estão perdidas e convidando quem os encontrou a ler e depois libertá-las novamente. Quem não tiver blog pode participar através das redes sociais, publicando na página do evento no Facebook ou em sua própria página.

SELECIONADO

O conto “Dr. Google”, de autora do jornalista Aldenor Pimentel, foi selecionado em um concurso literário para ser publicado numa antologia publicada pela Casa do Poeta Brasileiro de Praia Grande (SP).

LIVRO NOVO


O ator Marcelo Perez, integrante do grupo Máfia do Verso, lança no dia 18 de abril o seu livro “Ainda se estivesse faltando pedaços”. A festa será em estilo sarau, na área das piscinas do Sesc Mecejana. Anota aí, então: 18.05, das 19h às 22h, entrada franca.

PONTOS

Foi lançada na quarta (8) a Política Nacional de Cultura Viva (PNCV). Com ela, os pontos de cultura terão legislação própria e serão política de Estado.  Instituída pela Lei 13.018/14 (Lei Cultura Viva), a legislação foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em julho do ano passado, mas precisava ser regulamentada para entrar em vigor.

BRAILE



No dia 8 de abril comemora-se o Dia Nacional do Braile, sistema que há quase 200 anos permite a leitura pelo tato aos cidadãos com deficiência visual.

COMPRE CONTOS



Pessoas bonitas, este é o meu livro. Se quiserem, passem nas livrarias Saber ou UFRR para comprar ou então peçam por e-mail, movimentando a economia do livro em Roraima e me ajudando a espalhar contos por aí.